Sobre a Moral

 

 “Se nada é verdadeiro, tudo é possível”

Johnny Rotten * Sex Pistols

(por Zubilablu)

Quando lembramos a entrega do Decálogo a Moisés pelo Senhor, nos damos conta da natureza transcendente na legislação dos judeus. No alto do Monte Sinai, Deus poderia ter recomendado ao libertador de Israel, por exemplo, que formasse um conselho de sábios para estabelecer regras de comportamento, porém qual seria a real autoridade destas? Isso depende da força de quem dita a lei, diria alguém mais afoito, a quem de pronto respondemos não haver força maior que a do Deus Único. O retrucador, insistente que fosse, poderia dizer-se ateu, mas a existência do Altíssimo não é questão de opinião; em todo caso, nada melhor que tempo e experiência para que o ignorante enfim O (re)conheça.

A ideia de que toda moral é mero constructo social, tão cara a nossos intelectuais mais celebrados e a militantes das mais nefastas agremiações, dá prosseguimento ao intento nietzschiano de uma “transvaloração de todos os valores, em um desprender-se de toda moral e um confiar para dizer Sim a tudo o que até aqui foi proibido, desprezado, maldito” (Nietzsche, F. Ecce Homo. “Aurora” §1). O filósofo alemão sabia que a origem divina torna a moralidade humana um entrave intransponível para que projetos disruptivos sejam postos em prática: apenas a desconexão entre o humano e o sagrado, apartando aquele de sua natureza, pode viabilizar o projeto de um “novo homem”, seja lá que bicho isso for.

O principal instrumento de ataque à tradição que alicerça os valores da nossa civilização, por mais irônico que possa soar, é o domínio de uma razão afiada, centro nevrálgico do projeto moderno. Se quiséssemos fazer uma descrição caricatural dessa estripulia do pensamento, ela começaria com a “revolução copernicana”, alardeada por Galileu Galilei, passaria pelo “cogito, ergo sum” de René Descartes, engordaria, como gado bem criado, pelas penas dos iluministas e atingiria  idade de abate com o desmonte do dogma, por Immanuel Kant. Ainda que o filósofo prussiano dissesse combater o fundamentalismo na razão, ele acabou por excluir do pesamento dominante a legitimidade de qualquer doutrina dogmática que pretendesse religar o homem a seu Criador. Daí por diante, os devaneios de Hegel, também os de Marx, Marcuse e outros tantos, encontram uma terra arada em solo fértil para a semeadura de delírios.

Novamente nosso inquisidor peralta mostra-se descrente: seria a razão, que tão bem norteou os antigos pensadores gregos e erigiu catedrais do pensamento na cristandade medieval, responsável por tamanho desacerto? Descartes, em Meditações Sobre Filosofia Primeira, 1641, reflete sobre a astúcia e a potência daquilo que chamou de “gênio maligno”, fonte de engano e ilusão naqueles que se metem com as coisas do pensar. Ainda que tenha feito o possível para evitar ser ludibriado, o filósofo e matemático francês não conseguiu impedir a danação daqueles que inspirou.

Os cabalistas nos apresentam uma boa metáfora para explicar os eventuais descaminhos da razão. A “Árvore da Vida” judaica é uma espécie de mapa da criação composto por um esquema gráfico com dez ‘sefirot’ ligadas entre si por vinte e dois “caminhos”. A primeira ‘sefirá’ (Kether), no ponto mais alto da árvore, representa a Glória Primordial, o uno absoluto; a última (Malkuth), o reino material. A oitava chama-se Hod, ela representa a criação do corpo mental concreto. Quando se medita nos domínios de Hod, no campo da inteligência absoluta, há um grande risco: encantar-se com a imensidão instrumental do pensamento e isolar-se na autojustificação, tomando a razão como causa da própria razão. Há, entre quem se dedica a tais estudos, aqueles que defendem ser essa a armadilha responsável pela invenção da “árvore qliplóthica”, uma versão degenerada da Cabalá. Diferente da árvore original, nesta conspurcação sombria, o ocultista não busca a elevação da sua alma a Deus, mas pretende se transformar ele mesmo em um deus, ou, talvez, no übermensch(além do homem) proposto por Nietzsche.

A construção social é um fato da realidade objetiva, pois sabemos que as ações contingentes de um grupo social o transformam. O erro é acreditar que uma sociedade, em sua totalidade, seja mero constructo humano, como se tivéssemos sido feitos por nós mesmos, como se algumas condições não estivessem inteiramente dadas desde sempre, negando que haja em nós uma natureza de origem transcendente. Os valores fundamentais, os interesses e as necessidades mais gerais dos homens, existem antes mesmo do aprimoramento da racionalidade humana.

Destarte, a origem de boa parte da insanidade em nosso tempo, essa que invadiu o debate público no Ocidente, vem da desconexão com uma Causa Primeira fora das nossas próprias decisões. Sem assumirmos a existência de uma Verdade primordial, todas as verdades tornam-se circunstanciais e provisórias. Em tal contexto, toda moral é relativa, pois não há mais nada que de fato possa legitimá-la. Família, sexualidade, individualidade, a relação do homem com a natureza tornam-se vítimas de experimentos sociais imbecis, sob a égide de uma razão incapaz de fundamentar a inversão de valores (transvaloração) que propõe. Há quem defenda um caráter libertador em tal formulação, mas o resultado efetivo é desagregação social, aumento da violência, abuso de drogas e outras mazelas que se intensificam na medida em que um relativismo galopante nos coloca diante de um abismo onde alguns se jogam numa busca pela aniquilação e outros sentam para contemplar o vazio da própria existência.

Em seu livro mais recente, The Right Side of History, Ben Shapiro diz:

Civilizações que rejeitaram Jerusalém e Atenas colapsaram e toraram-se pó. A URSS rejeitou os valores judaico-cristãos e a lei natural grega, substituindo-os por uma nova visão utópica de ‘justiça social’, e eles mataram de fome e massacraram milhões de seres humanos. Os nazistas rejeitaram os valores judaico-cristãos e a lei natural grega, e eles assassinaram crianças em câmaras de gás. A Venezuela rejeita os valores judaico-cristãos e a lei natural grega, e os cidadãos de sua nação rica em petróleo foram reduzidos a comedores de cachorros” (tradução minha).

Quando as leis de Deus e a razão a serviço da verdade são abandonadas, um estado crescente de caos ético e moral toma conta das relações humanas. Parafraseando Dostoiévski, se Deus está morto, tal como sentenciou Nietzsche, tudo é permitido, inclusive a justificação do mal.

* * *

22
  • Pamonha 01/04/2019 at 06:25

    Que belo texto, parabéns ao autor.

    2
    • Zubilablu 01/04/2019 at 09:05

      Obrigado!

      0
  • lord hope 01/04/2019 at 06:52

    FIRST BOREAL!
    bom dia carcarás!

    0
  • lord hope 01/04/2019 at 06:57

    Dilma foi presa quando se preparava para embarcar pra cuba!!!!!!

    1
    • lord hope 01/04/2019 at 06:57

      BREAKING NEWS!!!!

      0
      • lord hope 01/04/2019 at 06:58

        estava na companhia de zé dirceu!!! os dois foram levados para a carceragem da policia federal!!!!

        0
        • BananenseNãoPraticante 01/04/2019 at 07:01

          Onde saiu isso?

          0
          • lord hope 01/04/2019 at 07:02

            na foxnews!!!

            0
            • lord hope 01/04/2019 at 07:03

              descobriram também um plano para tirar lula da cadeia!!!!

              0
            • BananenseNãoPraticante 01/04/2019 at 07:07

              Valeu pelo “furo” de reportagem!

              0
              • lord hope 01/04/2019 at 07:07

                primeiro de abril….

                🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂

                1
                • BananenseNãoPraticante 01/04/2019 at 07:28

                  Pô, até entrei no site da fox news!

                  1
                  • lord hope 01/04/2019 at 08:04

                    kkkkkkkkkkkkkkkk

                    0
                  • lord hope 01/04/2019 at 08:05

                    perco o amigo mas não perco a piada… kkkkkkkkk

                    0
                    • bolha buritis 01/04/2019 at 10:19

                      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

                      Mas esse gópi de tirar mulla é verdadeiro. Estão tentando

                      0
  • BananenseNãoPraticante 01/04/2019 at 07:00

    Zubilablu, muito obrigado pelo tópico!!!

    Um dos melhores de todos os tempos.

    Aborda alguns pontos que venho postando aqui, mas estou completamente sem tempo para desenvolver.

    Uma ótima semana para todos nós!

    4
    • Zubilablu 01/04/2019 at 09:58

      Muito obrigado. Escrevi sob a agradável sombra dos gigantes que participam deste espaço. Onde mais poderíamos conversar sobre este e tantos outros temas de valor, numa Internet recheada de erotizações toscas e banalidades de toda ordem? Um grande abraço.

      1
  • PapiranteSalg 01/04/2019 at 08:38

    Para o Zubilablu:

    Aqui vai um texto da Sociedade Chesterton Portugal que irá te fornecer muitas linhas para se debruçares sobre esse assunto. O ataque se inicia muito antes, mas você se aproxima dele ao mencionar a Cabala.

    A Verdade – Parte I

    http://sociedadechestertonportugal.blogspot.com/2012/12/a-verdade-parte-i_3828.html

    3
    • Zubilablu 01/04/2019 at 09:24

      PapiranteSalg,

      Agradeço a recomendação. Escrevi, como dizem, até onde minha vista alcançou. Quando, para ilustrar o texto, utilizei o exemplo da Cabala, precisei acessar alguns sites sobre esoterices, a fim de lembrar alguns nomes, e, veja, intuí que a origem profunda do problema era mesmo de outra ordem, pois o ataque ao cristanismo vem mesmo de longe, mas tecer tal raciocínio estava além de meus conhecimentos.

      Não conhecia esse site que você recomendou, mas irei ler os tópicos com muita atenção. Muito, muito obrigado.

      3
      • PapiranteSalg 01/04/2019 at 12:21

        Se você for adentrar nesse estudo aí mesmo para valer vai ver que no final das contas existe uma espécie de tesoura gigantesca que coloca numa ponta diversas formas divinização do material (panteísmos) e numa outra ponta diversas formas de divinização do imaterial (gnosticismos). Todos os erros terminam caindo num desses lados.

        Acontece que existe um único caminho que mantém tanto o material quanto o imaterial divino sem cair em gnosticismos e panteísmos. É contra esse caminho que todo ataque se direciona.

        1
        • Zubilablu 01/04/2019 at 12:39

          “uma espécie de tesoura gigantesca que coloca numa ponta diversas formas divinização”

          Espero poder voltar ao assunto com esse grau de profundidade. Gratidão.

          1
  • miltin 01/04/2019 at 09:17

    Bom texto.

    Discordo da análise dos filósofos, Descartes, Kant, Hegel.

    Descartes é tido no senso comum como o pai da racionalidade, como se isso fosse antirreligioso. Não é. Descartes, nos seus “Princípios da Filosofia”, trata justamente de justificar Deus racionalmente.
    https://www.pucsp.br/pos/cesima/schenberg/alunos/marizabatista/Prova.htm

    Kant sistematiza a filosofia para colocar em campos distintos fé e razão, não para afastar a fé, mas para preservá-la entendimentos racionais falhos. Na minha opinião, um empreendimento equivocado, porque abriu brechas a acusações de intangibilidade da metafísica (o númeno inatingível).

    Hegel, na linha de Descartes e contra Kant, sustenta a conciliação, e mais que isso, a identidade entre razão e fé, não para afastar Deus, mas para reafirmá-lo, como o Todo absoluto, origem ontológica e lógica de qualquer possibilidade de ser e pensar. Hegel é extremamente mal compreendido.

    Marx é justamente o contrário de Hegel, utiliza metodologia hegeliana para inverter a origem, substituindo o Todo absoluto pela matéria e história. Uma bobagem do ponto de vista filosófico e lógico (a dialética hegeliana só funciona se o seu objeto for o absoluto), mas, como toda bobagem que apela à irresponsabilidade moral e à inveja, consegue milhões de adeptos.

    Hegel não tem nada a ver com Marx, assim como Jesus não tem nada a ver com a inquisição, por exemplo.

    1
    • Zubilablu 01/04/2019 at 09:53

      Digo sobre Descartes que “ainda que (Descartes) tenha feito o possível para evitar ser ludibriado (pelo gênio maligno), o filósofo e matemático francês não conseguiu impedir a danação daqueles que inspirou”. Algo semelhante vale para Kant que, apesar de não atacar a fé, quando desqualifica o dogma, oferece o arcabouço para ataques, por exemplo, à doutrina da Igreja Católica. Quanto a Hegel, entendo que sua dialética histórica, sendo ela a própria realidade, abre o flanco para que o materialismo histórico de Marx surja como “antítese” ao idealismo hegeliano, legitimando-o antecipadamente.

      Citei essa sequência de pensadores, pois vejo neles a base daqueles que, em nosso tempo mais próximo, radicalizaram em uma espécie de racionalidade materialista desconstrutora.

      De mais a mais, agradeço a crítica, pois aceitei o desafio de escrever esse breve texto para aprender com com os excelentes frequentadores deste espaço.

      3
  • bolha buritis 01/04/2019 at 10:22

    Excelente texto, Zubilablu.

    Só o primeiro parágrafo já mostra o motivo do comunista e tantos outros lixos fugirem da moral, do caráter reto.

    A moral vem de Deus e isso os apavora.

    1
    • Zubilablu 01/04/2019 at 10:44

      Exato. Eles querem, como propõe Nietzsche, que digamos “Sim a tudo o que até aqui foi proibido, desprezado, maldito”.

      0
  • From_The_Tower 01/04/2019 at 10:32

    2
  • MND 01/04/2019 at 10:35

    A pauta da extrema imprensa hoje está bem alinhada.

    4am talking points funcionando!

    Tentando a todo custar justificar a narrativa:

    https://exame.abril.com.br/brasil/como-a-psicologia-explica-o-porque-ha-pessoas-que-negam-a-ditadura/

    São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro foi categórico: não houve ditadura militar no Brasil. A declaração foi dada na quarta-feira (27) ao jornalista José Luiz Datena e o presidente disse que durante o regime houve apenas “probleminhas”.

    Assim como o presidente, diversos brasileiros não acreditam que o período de 21 anos em que os militares estiveram no poder, sem eleições diretas para a presidência, possa ser visto como uma supressão da democracia brasileira, mesmo com fatos provando isso. E a psicologia ajuda a explicar esse fenômeno.

    “As pessoas criaram uma blindagem e uma espécie de mecanismo de defesa para a proteção de sua referência e opinião. As vezes torcendo um pouco a forma da verdade”, diz o professor Hélio Deliberador, da PUC-SP.

    O médico neurologista Sigmunt Freud explica. Ele foi o criador da psicanálise e um dos responsáveis pela ênfase dos mecanismos de defesa.

    Resumidamente, temos o “superego”, que é o responsável por colocar a nossa moral aprendida em nossas relações pessoais em prática, o “id”, que é o nosso inconsciente e origina os nossos impulsos mais primitivos de sobrevivência, e o “ego”, que tem a função de administrar os dois primeiros para que a pessoa se adapte à realidade que o cerca.

    Já os mecanismos de defesa podem ser definidos como uma tentativa inconsciente do ego amortecer os impactos negativos e fazer com que as pessoas se expressem de maneiras menos afoitas. Um desses mecanismos é o da negação. É o que acontece com aqueles que não admitem a existência da ditadura militar no Brasil.

    Neste caso, a negação serve para não se perder uma narrativa política. Para Deliberador, em tempos de discursos tão radicais, todo o espectro político se agarra em suas próprias “verdades” para justificar uma ação – mesmo que ela seja facilmente refutada pelos fatos.

    Uma ditadura, seja ela ligada à esquerda ou à direita, normalmente se mantém com a utilização da violência para coibir e reprimir opositores. Não foi diferente no caso brasileiro. Por aqui, diversas reportagens e outras formas de se expressar, como canções e filmes, foram censuradas. Logo, diversos problemas foram escondidos pelos militares durante o regime.

    Daí surge a tentativa de parte dos conservadores negar que houve excessos cometidos por militares. Nos 21 anos de regime militar, 4,8 mil pessoas tiveram seus direitos políticos cassados, 2,2 mil casos de tortura foram denunciados e 423 pessoas foram mortas ou simplesmente desapareceram.
    Crimes não podem ser escondidos

    Um dos fatores que pode ter desencadeado essa onda de brasileiros duvidando dos crimes foi a falta de exposição e o tamanho desses problemas para as gerações seguintes. Essa é opinião de Fernando da Silveira, psicólogo da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

    “Esses eventos traumáticos precisam ser humanizados e debatidos pela sociedade para se entender a violência e os motivos de ela ter acontecido. Somente assim é possível criar um lugar suficientemente pacífico”, afirma ele.

    Ou seja, é necessária uma real discussão sobre o assunto – e não, simplesmente, tudo descambar para uma briga política. Neste caso, a Alemanha é um exemplo do que pode ser feito.

    Os alemães não negam o seu passado e nem a sua história – nem mesmo momentos vergonhosos como o Holocausto. Lá, campos de concentração não ficam abertos com o objetivo de atrair turistas, mas para mostrar a todos o tamanho do estrago que o ser humano pode causar.

    Nas escolas, o tema também é debatido sem filtros. Por lá, a abordagem pedagógica é feita de uma maneira para estimular uma reflexão crítica dos alunos ao passado do país. Eles recebem aulas sobre o período nas 9ª e 10ª séries – quando os alunos estão com 14 e 15 anos, respectivamente.

    Para complementar o estudo, há professores lutando para que sejam obrigatórias as visitas a campos de concentração – e custeadas pelo Estado.

    “No Brasil, esse tema não foi elaborado e por isso sempre retorna em tempos de crise. Há uma falta de conversa e diálogo”, diz Silveira. “Outros países na América Latina fizeram um trabalho melhor, como Argentina e Chile.”

    Não foi à toa, portanto, que o presidente do Chile, Sebastián Piñera, rechaçou as frases de Bolsonaro elogiando ditaduras latino-americanas, incluindo o ditador chileno Augusto Pinochet. “São declarações tremendamente infelizes. Não compartilho muito do que Bolsonaro diz sobre o tema”, disse Piñera, que também é um político ligado à direita.

    Por isso, discutir o tema é importante. Relativizar a violência cometida por um outro, geralmente, gera mais violência no futuro. Aqueles que não conhecem o próprio passado estão propensos a repetir os mesmos erros anteriores.

    0
  • Zubilablu 01/04/2019 at 10:43

    Exato. Eles querem, como propõe Nietzsche, que digamos “Sim a tudo o que até aqui foi proibido, desprezado, maldito”.

    0
    • Zubilablu 01/04/2019 at 10:45

      Lugar errado. É uma esposta ao BB, mais acima.

      0
    • BananenseNãoPraticante 01/04/2019 at 12:24

      Vou aproveitar este comentário para sugerir a leitura, caso não já tenha feito, da Encíclica “Fides et Ratio” do Santo Papa João Paulo II
      http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/pt/encyclicals/documents/hf_jp-ii_enc_14091998_fides-et-ratio.html

      O ideal é ler também a Encíclica “Aeterni Patris” do Papa Leão XIII.

      Na Fides et Ratio, após analisar algumas correntes filosóficas, menciona como o maior de todos os problemas o niilismo que nega a a própria existência humana do homem e sua identidade .(esquerdistas adoram isso!)


      90. As teses examinadas até aqui conduzem, por sua vez, a uma concepção mais geral, que parece constituir, hoje, o horizonte comum de muitas filosofias que não querem saber do sentido do ser. Estou a referir-me à leitura niilista, que é a rejeição de qualquer fundamento e simultaneamente a negação de toda a verdade objectiva. O niilismo, antes mesmo de estar em contraste com as exigências e os conteúdos próprios da palavra de Deus, é negação da humanidade do homem e também da sua identidade. De facto, é preciso ter em conta que o olvido do ser implica inevitavelmente a perda de contacto com a verdade objectiva e, consequentemente, com o fundamento sobre o qual se apoia a dignidade do homem. Deste modo, abre-se espaço à possibilidade de apagar, da face do homem, os traços que revelam a sua semelhança com Deus, conduzindo-o progressivamente a uma destrutiva ambição de poder ou ao desespero da solidão. Uma vez que se privou o homem da verdade, é pura ilusão pretender torná-lo livre. Verdade e liberdade, com efeito, ou caminham juntas, ou juntas miseravelmente perecem. [ 106]

      91. Ao comentar as correntes de pensamento acima lembradas, não foi minha intenção apresentar um quadro completo da situação actual da filosofia: aliás, esta dificilmente poderia ser integrada numa visão unitária. Faço questão de assinalar que a herança do saber e da sabedoria se enriqueceu efectivamente em diversos campos. Basta citar a lógica, a filosofia da linguagem, a epistemologia, a filosofia da natureza, a antropologia, a análise profunda das vias afectivas do conhecimento, a perspectiva existencial aplicada à análise da liberdade. Por outro lado, a afirmação do princípio de imanência, que está no âmago da pretensão racionalista, suscitou, a partir do século passado, reacções que levaram a pôr radicalmente em questão postulados considerados indiscutíveis. Nasceram assim correntes irracionalistas, ao mesmo tempo que a crítica punha em evidência a inutilidade da exigência de auto-fundamentação absoluta da razão.

      A nossa época foi definida por certos pensadores como a época da « pós-modernidade ». Este termo, não raramente usado em contextos muito distanciados entre si, designa a aparição de um conjunto de factores novos, que, pela sua extensão e eficácia, se revelaram capazes de determinar mudanças significativas e duradouras. Assim, o termo foi primeiramente usado no campo de fenómenos de ordem estética, social, tecnológica. Depois, estendeu-se ao âmbito filosófico, permanecendo, porém, marcado por certa ambiguidade, quer porque a avaliação do que se define como « pós-moderno » é umas vezes positivo e outras negativo, quer porque não existe consenso sobre o delicado problema da delimitação das várias épocas históricas. Uma coisa, todavia, é certa: as correntes de pensamento que fazem referência à pós-modernidade merecem adequada atenção. Segundo algumas delas, de facto, o tempo das certezas teria irremediavelmente passado, o homem deveria finalmente aprender a viver num horizonte de ausência total de sentido, sob o signo do provisório e do efémero. Muitos autores, na sua crítica demolidora de toda a certeza e ignorando as devidas distinções, contestam inclusivamente as certezas da fé.

      De algum modo, este niilismo encontra confirmação na terrível experiência do mal que caracterizou a nossa época. O optimismo racionalista que via na história o avanço vitorioso da razão, fonte de felicidade e de liberdade, não pôde resistir face à dramaticidade de tal experiência, a ponto de uma das maiores ameaças, neste final de século, ser a tentação do desespero.

      Verdade é que uma certa mentalidade positivista continua a defender a ilusão de que, graças às conquistas científicas e técnicas, o homem, como se fosse um demiurgo, poderá chegar por si mesmo a garantir o domínio total do seu destino.
      …”

      Eu adoro a seguinte frase e a sua explicação:

      “Verdade e liberdade, com efeito, ou caminham juntas, ou juntas miseravelmente perecem. [ 106]”

      106 Neste mesmo sentido, escrevi na minha primeira encíclica, comentando a frase « conhecereis a verdade, e a verdade tornar-vos-á livres » do Evangelho de S. João (8, 32): « Estas palavras encerram em si uma exigência fundamental e, ao mesmo tempo, uma advertência: a exigência de uma relação honesta para com a verdade, como condição de uma autêntica liberdade; e a advertência, ademais, para que seja evitada qualquer verdade aparente, toda a liberdade superficial e unilateral, toda a liberdade que não compreenda cabalmente a verdade sobre o homem e sobre o mundo. Ainda hoje, depois de dois mil anos, Cristo continua a aparecer-nos como Aquele que traz ao homem a liberdade baseada na verdade, como Aquele que liberta o homem daquilo que limita, diminui e como que despedaça pelas próprias raízes essa liberdade, na alma do homem, no seu coração e na sua consciência » [Carta enc. Redemptor hominis (4 de Março de 1979), 12: AAS 71 (1979), 280-281].”

      Obs: me considero uma pessoa de muita sorte de ter vivido na mesma época em que caminharam na terra o Papa Bento XVI e o Santo Papa João Paulo II!

      2
      • Zubilablu 01/04/2019 at 12:34

        Excelente!

        0
      • BananenseNãoPraticante 01/04/2019 at 12:57

        Explicando o porquê da minha postagem acima.

        Para quem não conhece, muitos dizem que Nietzsche (citado no tópico) era niilista, outros dizem que não é bem assim, o conceito de niilismo dele não queria dizer bem isso…

        https://www.significados.com.br/niilismo/

        “Niilismo moral, ético, existencial, político e negativo
        O niilismo moral (ou niilismo ético) consiste em um ponto de vista em que nenhuma ação pode ser considera moral ou imoral.

        O niilismo existencial significa que a existência do ser humano não tem qualquer sentido ou finalidade e, por isso, o homem não deve procurar um sentido e um propósito para a sua existência.

        O niilismo político tem como fundamento que a destruição de todas as forças políticas, religiosas e sociais, são essenciais para um futuro melhor.

        O niilismo negativo, que deu origem a todos os outros, consiste na negação do mundo perceptível aos sentidos, para buscar um mundo ideal, um paraíso. Teve origem graças ao platonismo e Cristianismo.

        Nietzsche e Niilismo

        De acordo com Nietzsche, o niilismo pressupõe a morte da Divindade Cristã e seus princípios. O homem se despede assim dos valores morais e regras estabelecidas por essas doutrinas.

        Para Nietzsche, existem dois tipos de niilismo: o passivo e o ativo. O niilismo passivo pode ser visto como uma espécie de evolução de uma pessoa, apesar de não haver uma mudança dos valores. Por outro lado, o niilismo ativo vira todas as suas forças para a demolição da moral, sendo que tudo fica no vazio e o absurdo ganha preponderância, de tal forma que o niilista só tem como solução esperar ou causar a sua própria morte.

        O niilismo passivo é o niilismo de Schopenhauer, em que para o ser humano nada faz sentido, a vida é uma batalha sofrida. Nietzsche tem como objetivo dar mais importância ao niilismo ativo que ao passivo, indicando que o Homem é mais forte sabendo que o mundo não tem sentido. Só dessa forma o ser humano é capaz de criar novos valores adequados.”

        2
  • AL 01/04/2019 at 10:48

    Pô Lord, que trolada!

    Li na hora que vc postou e tbm acreditei. Kkkkkkkkk

    3
    • bolha buritis 01/04/2019 at 10:52

      Sacanagem, kkkkkkkkkkkkk

      2
    • MND 01/04/2019 at 10:56

      (2) Kkkkkkkkkkk

      PS: AL, tem um post meu que caiu na moderação…. MAV detected, será? Kkkkkkkk

      0
      • AL 01/04/2019 at 11:35

        Kkk

        Vou olhar!

        0
    • lord hope 01/04/2019 at 11:24

      kkkk , peguei uns tugas aqui também num forum de DIY que participo, falei que o cristiano ronaldo foi pego num exame antidoping, pois estava tomando remédios para mudar de sexo… kkkkkkk metade dos tugas cairam kkkk

      3
      • AL 01/04/2019 at 11:35

        🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

        0
  • AL 01/04/2019 at 10:49

    Zubilablu, que estréia!

    Muitíssimo obrigado!

    0
    • Zubilablu 01/04/2019 at 14:30

      Eu que agradeço a oportunidade.
      Deus Vult.

      0
  • bolha buritis 01/04/2019 at 10:52

    Começou o FIM DA GLOBO? – Japão Privilegiado

    0
    • AL 01/04/2019 at 11:48

      Muito bom, BB!

      Seis meses pra.quebrar, dois anos pra fechar.

      Boa prospecção!

      1
      • bolha buritis 01/04/2019 at 12:07

        Já pensou, que limpeza .

        0
        • Nonada 01/04/2019 at 13:57

          Limpeza com risco de metástase.

          0
    • MrCitan 01/04/2019 at 21:29

      O fim de transmissão da Globo no Japão não tem nada a ver com lacração, movimento bolsonarista ou qualquer outra baboseira.

      O que acontece é o seguinte: Pra se assistir Globo lá no Japão, você tem que pagar uma taxa de cerca de 30 dólares, ou seja, quase o valor de um pacote de assinatura simples de tv a cabo japonesa.
      Com a facilidade com serviços de streaming (Globo Play, Netflix, IpTv, etc), aliado a uma população mais nova que tem outros meios de diversão, muitos constatam que NÃO VALE A PENA pagar 30 dólares ao mês só pra ver a Globo (fora a taxa de tv a cabo que tem que pagar junto com isto).
      O dekassegui bananense atual pensa assim: Pra que eu vou pagar 30 dólares + taxa de assinatura por mês para ver a futebol, BBB e novela, se eu posso assistir de graça na net?

      Com isto, o número de assinaturas sofrem queda constante, e botando as contas na ponta do lápis, não deve valer a pena para a Globo, ainda manter este tipo de serviço por lá.
      Afinal, a taxa para o uso do satélite para retransmissão de sinal não é barato, e reportagens e manter estúdio em Tokyo não tem o retorno financeiro necessário.
      Prova disto é que, a Globo nem pensa em sair dos EUA e Europa, locais mais relevantes para noticiários e assinaturas.

      E outra: Globo não cai tão cedo, como é o desejo do youtuber aí, e eu vejo pelo seguinte:
      -Eles ainda tem um produto exclusivo, e que bananense não fica sem ele: FUTEBOL.
      Um produto exclusivo que dá um bom lucro e que tem vários subprodutos: Estaduais, Seleção, Cartola FC, etc.
      A Turner tá metendo o pé na porta pra ficar com uma parte disto, mas como a maioria dos clubes está vendida para a Globo (exceto o Palmeiras), a situação não deve mudar tão cedo.

      – Outro produto rentável é o BBB, embora tenha caído de audiência, ainda é rentável. Lembram das últimas votações de eliminados? Imaginem o quanto de grana aquilo não deve ter arrecado, fora os patrocínios.

      Para concluir, acredito que o que pode acontecer com o grupo Globo, é dos caras apertarem os cintos pra botar no ar novas atrações, rever os contratos dos colaboradores (tudo PJ), e os caras fazerem um barateamento nas produções e publicações atuais.
      Queda de audiência: Provável que sim.
      Encerrar as atividades? Duvido.
      Se nem com os incêndios de 1971 e 1976 a globo foi fechada, imagina agora

      1
  • AL 01/04/2019 at 11:52

    MND, tenta postar novamente!

    0
  • Pé Vermelho 01/04/2019 at 11:55

    Sobre valores,

    não conhecia a vida do Sr

    William Colgate

    Vale a leitura.

    0
  • MND 01/04/2019 at 12:03

    Me parece que é o link, pois o post acima apenas com o link também caiu na moderação. Tentando novamente:

    https://exame.abril.com.br/brasil/quem-e-tabata-amaral-a-jovem-deputada-que-deu-uma-licao-a-velez/

    0
  • MND 01/04/2019 at 12:03

    “Garota ixxpertinha” mostrando a que veio.

    É uma espécie de AOC bananense, porém com um pouco mais de lastro acadêmico.

    Leiam a matéria e percebam a ênfase nas “origens pobres” da garota, assim como seu suposto “mérito”. Porém, sabemos muito bem que financiou essa trajetória…

    Percebam também o viés do texto, em denegrir o Vélez e exaltar a garota ixxpertinha.

    Isso logo na sequência daquela fake news em que tentaram “forjar” a demissão dele?? Ataque coordenado pois ele está “over the target”?? Imagina…. Devem ser só elocubrações de algum maluco teórico da conspiração em sites obscuros da internet…

    São Paulo — “A mim resta lamentar o que está acontecendo e esperar que o senhor mude de atitude — o que parece completamente improvável — ou saia do cargo do ministro da Educação”.

    Com essa frase, a deputada federal Tabata Amaral (PDT) encerrou sua participação na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, realizada quarta-feira (27), chamando a atenção para a fraca atuação do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez.

    O discurso da parlamentar foi compartilhado em seu Twitter e, em poucas horas, viralizou na internet. A postagem inicial já conta com mais de 60 mil curtidas e 17 mil compartilhamentos.

    Deputada estreante, Tabata Amaral, 25 anos, tem se destacado por suas pautas voltadas à educação. Nascida na Vila Missionária, bairro pobre da zona sul de São Paulo, ela defende a educação como ferramenta de desenvolvimento social.

    “Eu perdi meu pai para as drogas, perdi amigos e vizinhos para o crime e tenho plena consciência de que se eles tivessem completado o ensino fundamental, se eles tivessem tido qualquer chance na educação, eles não teriam morrido tão jovens”, afirmou a deputada a Vélez durante a Comissão.

    A parlamentar ainda completou: “Quando a gente fica nessa brincadeira de fumaça, nessa discussão ideológica; quando a gente não fala o que importa, porque é difícil de implementar, a gente está dizendo que é ok perdermos uma nação inteira porque eles nunca tiveram oportunidade”.

    Filha de uma diarista e de um cobrador de ônibus, Tabata subverteu as estatísticas da periferia desde cedo. Por seu desempenho exemplar na área de exatas, ela conquistou uma bolsa de estudos em uma escola particular da capital paulista.

    Aproveitou as oportunidades e foi aceita na Universidade de Harvard, considerada uma das melhores instituições de ensino do mundo. Lá se formou em astrofísica e ciências políticas. Decidiu voltar ao Brasil para se dedicar à educação.

    Fundou a ONG Mapa Educação, uma organização que atua para que a educação seja prioridade na agenda política nacional. Também integra a equipe do Acredito, movimento para formar novas lideranças políticas.

    Em Brasília desde janeiro, a deputada participa da Comissão Permanente de Educação. Propôs também um projeto de lei sobre o repasse de transferências federais voluntárias, na área de educação, para os Estados, o Distrito Federal e os Municípios.
    “Lição”

    O encontro desta quarta-feira tinha como finalidade questionar o chefe da pasta sobre seus planos para a área educacional. No entanto, durante as mais de quatro horas de reunião, Vélez não soube esclarecer os seus projetos para o MEC.

    “Em um trimestre, não é possível que o senhor apresente um Power Point com dois, três desejos para cada área da educação. Cadê os projetos? Cadê as metas? Quem são os responsáveis? Isso aqui não é um planejamento estratégico. Isso aqui é uma lista de desejos“, disse a parlamentar.

    Em seguida, ela cobra do ministro os números referentes à pasta. Vélez então responde que, se ela quer saber sobre dados, precisa procurar as secretarias de Educação, porque ele não sabe.

    “Como é possível gerir uma pasta tão complexa, tão grande, tão importante como é o MEC, sem conhecer os dados? Eu não conheço um bom gestor que não conhece o mínimo do que está fazendo“, retrucou Tabata.

    Durante os três primeiros meses de gestão, Vélez tem acumulado problemas — 15 exonerações, medidas polêmicas e seis recuos — e está enfraquecido. Sua manutenção na pasta ainda não está decidida.

    0
  • Mordecai 01/04/2019 at 12:10

    venho notando, nas últimas semanas, uma nova ofensiva de MAVs nas seções de comentários dos portais da MSM. Antes da eleição, estávamos sufocando a ação deles, mas parece que agora a direita perdeu força ou eles estão com potência total. Agora é tipo 90% de comentários apoiando os autores esquerdistas contra o Jair.

    5
    • Nonada 01/04/2019 at 14:01

      Deve se dar prioridade aos comentários de direita para criar massa crítica de opinião e dar tonus à agenda de discussão.

      Em exemplo, não se comenta nada de 9F e asseclas, bem como nada negativo em relação ao Mito e seus designados auxiliares, tal e qual naquela conversa que se tem com crianças em que se ignora reiteradas ideias não importa quão alto falem.

      1
      • Nonada 01/04/2019 at 14:01

        Foco no que realmente importa.

        0
  • Neo_Ma 01/04/2019 at 12:21

    Bom dia, carcarás. Excelente texto, fez de forma brilhante o link entre os autores ao longo da história, desvendando o desvio que eles trazem consigo. Recomendo lerem do autor CS Lewis os livros: Abolição do Homen e Cristianismo Puro e Simples. Fala da moral divina que está inerente no ser humano.

    1
  • bolha buritis 01/04/2019 at 12:23

    Virou circo isso.

    Parliament debates another round of Brexit indicative votes – watch live

    0
  • Mordecai 01/04/2019 at 12:26

    Excelente texto no tópico.
    “Quando sabemos que Deus é maior que todas as coisas, a opinião contrária torna-se irrelevante”

    0
  • From_The_Tower 01/04/2019 at 12:44

    Brasil Paralelo 1964 no Pânico

    1
    • From_The_Tower 01/04/2019 at 12:44

      bem coerentes os 03 rapazes
      vendo as várias implicações.

      0
      • Leonardo M. 01/04/2019 at 12:57

        A loirinha do pânico pegou um “artigo da folha de sp” dizendo que uma menina de 08 anos foi sequestrada, dopada, estuprada e carbonizada pelos militares…

        Os caras apelam forte

        0
    • Mordecai 01/04/2019 at 13:26

      Os caras são muito alto padrão. Diferenciados.

      0
  • AL 01/04/2019 at 12:49

    MND, tenta postar de novo.

    0
    • MND 01/04/2019 at 12:57

      Chegou a ver todas as tentativas que caíram na moderação? Estou achando que pode ser alguma palavra no texto da matéria em si, já que tanto com o link ou sem o link, cai na moderação…. 🙁

      0
      • MND 01/04/2019 at 12:59

        Acabei de tentar novamente sem o link, moderação de novo….

        0
  • AL 01/04/2019 at 12:49

    Acabei de encontrar o Paulo Cintura em frente ao Barra Mares, o cara é gente finíssima!

    1
    • bolha buritis 01/04/2019 at 13:04

      Iççççççççççççççççççççççççççççççççça !!!

      Cheio de energia.

      0
    • Oriundo 01/04/2019 at 14:17

      Cria do Rio kkk

      0
  • MND 01/04/2019 at 12:58

    “Garota ixxpertinha” mostrando a que veio.

    É uma espécie de AOC bananense, porém com um pouco mais de lastro acadêmico.

    Leiam a matéria e percebam a ênfase nas “origens pobres” da garota, assim como seu suposto “mérito”. Porém, sabemos muito bem que financiou essa trajetória…

    Percebam também o viés do texto, em denegrir o Vélez e exaltar a garota ixxpertinha.

    Isso logo na sequência daquela fake news em que tentaram “forjar” a demissão dele?? Ataque coordenado pois ele está “over the target”?? Imagina…. Devem ser só elocubrações de algum maluco teórico da conspiração em sites obscuros da internet…

    São Paulo — “A mim resta lamentar o que está acontecendo e esperar que o senhor mude de atitude — o que parece completamente improvável — ou saia do cargo do ministro da Educação”.

    Com essa frase, a deputada federal Tabata Amaral (PDT) encerrou sua participação na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, realizada quarta-feira (27), chamando a atenção para a fraca atuação do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez.

    O discurso da parlamentar foi compartilhado em seu Twitter e, em poucas horas, viralizou na internet. A postagem inicial já conta com mais de 60 mil curtidas e 17 mil compartilhamentos.

    Deputada estreante, Tabata Amaral, 25 anos, tem se destacado por suas pautas voltadas à educação. Nascida na Vila Missionária, bairro pobre da zona sul de São Paulo, ela defende a educação como ferramenta de desenvolvimento social.

    “Eu perdi meu pai para as drogas, perdi amigos e vizinhos para o crime e tenho plena consciência de que se eles tivessem completado o ensino fundamental, se eles tivessem tido qualquer chance na educação, eles não teriam morrido tão jovens”, afirmou a deputada a Vélez durante a Comissão.

    A parlamentar ainda completou: “Quando a gente fica nessa brincadeira de fumaça, nessa discussão ideológica; quando a gente não fala o que importa, porque é difícil de implementar, a gente está dizendo que é ok perdermos uma nação inteira porque eles nunca tiveram oportunidade”.

    Filha de uma diarista e de um cobrador de ônibus, Tabata subverteu as estatísticas da periferia desde cedo. Por seu desempenho exemplar na área de exatas, ela conquistou uma bolsa de estudos em uma escola particular da capital paulista.

    Aproveitou as oportunidades e foi aceita na Universidade de Harvard, considerada uma das melhores instituições de ensino do mundo. Lá se formou em astrofísica e ciências políticas. Decidiu voltar ao Brasil para se dedicar à educação.

    Fundou a ONG Mapa Educação, uma organização que atua para que a educação seja prioridade na agenda política nacional. Também integra a equipe do Acredito, movimento para formar novas lideranças políticas.

    Em Brasília desde janeiro, a deputada participa da Comissão Permanente de Educação. Propôs também um projeto de lei sobre o repasse de transferências federais voluntárias, na área de educação, para os Estados, o Distrito Federal e os Municípios.
    “Lição”

    O encontro desta quarta-feira tinha como finalidade questionar o chefe da pasta sobre seus planos para a área educacional. No entanto, durante as mais de quatro horas de reunião, Vélez não soube esclarecer os seus projetos para o MEC.

    “Em um trimestre, não é possível que o senhor apresente um Power Point com dois, três desejos para cada área da educação. Cadê os projetos? Cadê as metas? Quem são os responsáveis? Isso aqui não é um planejamento estratégico. Isso aqui é uma lista de desejos“, disse a parlamentar.

    Em seguida, ela cobra do ministro os números referentes à pasta. Vélez então responde que, se ela quer saber sobre dados, precisa procurar as secretarias de Educação, porque ele não sabe.

    “Como é possível gerir uma pasta tão complexa, tão grande, tão importante como é o MEC, sem conhecer os dados? Eu não conheço um bom gestor que não conhece o mínimo do que está fazendo“, retrucou Tabata.

    Durante os três primeiros meses de gestão, Vélez tem acumulado problemas — 15 exonerações, medidas polêmicas e seis recuos — e está enfraquecido. Sua manutenção na pasta ainda não está decidida.

    0
    • sem cadastro 01/04/2019 at 14:05

      Exame (grupo Abril) não nega sua origem e publica esse texto totalmente tendencioso dessa pentelha que acha que sabe tudo de educação, só por ter estudado em Harvard – grande porcaria.

      Já da pra ver claramente a quem ela serve, seu grupelho tem “projetos” patrocinadora pelo Lemann. Ah tá….

      2
      • Nonada 01/04/2019 at 14:08

        SMJ, a Exame passou para o BTG Pactual.

        Novos ventos nas edições em breve.

        0
      • Pão de queijo com café 01/04/2019 at 15:31

        Mas que moça mais… mais… mais “by design”……..

        2
      • Paulo Guina 01/04/2019 at 18:34

        Gostaria de ver a tese de astrofísica dela
        Ciência política? Só esse curso já é pra deixar a pulga atrás da orelha

        Assim como no Brasil, muitas universidades na gringolandia adoram usar idiotas úteis de luxo como fantoche pra promover as ideias da elite

        CVR relacionado:

        Anta da época do ensino fundamental e médio, desempenho no máximo mediocre na escola

        5 anos após me formar descobri que ganhou bolsa em uma universidade dos EUA e chegou a fazer discurso na ONU. Por ser brasileira provavelmente se encaixa no padrão mulher pobre e minoria na visão dos gringos

        No Facebook parece mais um robô esquerdista, promove discurso idêntico a TODAS as pautas da extrema Imprensa e extrema Academia, senso crítico e noção de realidade nula

        Qual deve ter sido o criterio pra scholarship dela hum?

        2
  • bolha buritis 01/04/2019 at 13:10

    Retransmissão de 11:30

    AGORA: Bolsonaro visita o Muro das Lamentações e Basílica em Israel

    2
    • bolha buritis 01/04/2019 at 13:17

      Não existe mais necessidade da extrema imprensa oficial.

      1
  • Neco 01/04/2019 at 13:27

    Boa tarde – de volta. Estava meio sem net.

    Ótimo tópico.

    Prestem atenção nesta noticia:

    “https://www.terra.com.br/economia/china-fecha-compra-de-mais-828-mil-t-de-soja-dos-eua-diz-usda,1340d52fd6806559525d6ac04281d9d9kc5mto07.html

    E agora usem a tradução automática se necessário e leiam essa também:

    “https://www.attivitasolare.com/il-piu-grande-disastro-agricolo-al-mondo/

    A conta não vai fechar, se preparem para um cenário de forte alta de alimentos. Os chineses que sabem do problema estão correndo na frente e comprando mais do que o normal. Mas aqui no bananil, não se fala nada dobre isso.

    3
  • Neco 01/04/2019 at 13:41
  • sem cadastro 01/04/2019 at 14:08

    Não sei ao certo, mas há grandes milionários/bilionários que chegam a patrocinar algum movimento da direita liberal?

    Quais seriam tais movimentos? Por que não se tem notícia sobre suas ações e contra-ofensivas?

    0
    • From_The_Tower 01/04/2019 at 14:14

      Existem os milionários / bilionários que simplesmente querem apenas focar nas próprias empresas e famílias. Não querem “moldar” ou “jogar” com a sociedade.
      Eu honestamente não conheço.
      Existem aqueles que fazem grandes contribuições. Tipo Heritage Foundation ou outros tipos de fundações clássicas. Mas a grande pergunta é: “estão a salvo do globalismo e ou outro tipo de interesse?”.

      Porque os globalistas jogam nas 2 pontas.
      Sabem que o Liberalismo Econômico é efetivo… sabem que o Capitalismo é natural e irreversível no que tange a economia … mas tb atuam na Cultura / Engenharia Social /Fortalecimento do Poder Estatal no movimento Revolucionário / Esquerda.

      2
      • From_The_Tower 01/04/2019 at 14:17

        Sabem que a combinação das forças irá resultar sempre em alguma vantagem para eles.
        Conseguem influenciar a sociedade e manter os privilégios e patrimônio.

        1
        • sem cadastro 01/04/2019 at 14:21

          Sim, tenho a mesma percepção sobre isso. Tem os doadores/filantropos para as grandes universidades americanas, talvez até atuem no campo político, preferindo ficar em modo “low profile”.

          Mas saber até onde vão suas reais intenções, é praticamente impossível.

          0
          • From_The_Tower 01/04/2019 at 14:24

            Tem o lance fiscal tb.
            quando vc tem uma fundação e ou faz doações fica isento de Imposto. Tem toda uma construção. Não sei precisar como.

            0
    • Paulo Guina 01/04/2019 at 18:44

      O próprio Trump se encaixaria na descrição, apesar que ele bota a cara pra levar porrada e mete a mão na massa, o oposto dos ratos globalistas da laia do Soros

      Agora se existem outros bilionários apoiando a direita conservadora ou liberal de fato devem ser bem tímidos, não sei nenhum outro nome

      1
  • sem cadastro 01/04/2019 at 14:09

    *nao na msm, bem entendido.

    0
  • From_The_Tower 01/04/2019 at 14:18

    Bolsonaro no Muro das Lamentações

    0
    • civilizado 01/04/2019 at 14:32

      NEGÓCIOS

      Maior empresa de turismo da Europa anuncia prejuízo de US$ 225 mi por suspensão da Boeing
      O prejuízo milionário da TUI é a soma do aluguel de novas aeronaves para cobrir o uso dos 737 Max 8 suspensos, além da extensão da concessão de outros jatos
      Maior empresa de turismo da Europa anuncia prejuízo de US$ 225 mi por suspensão da Boeing
      Da redação

      01/04/19 – 09h54
      18

      A suspensão obrigatória do Boeing 737 Max 8 por diversas companhias aéreas e países custará á agencia de viagens alemã TUI, a maior da Europa, um prejuízo de aproximadamente US$ 225 milhões (R$ 876 milhões), informou a companhia na última semana. O levantamento leva em consideração se as aeronaves voltarem à atividade a partir de julho.

      A companhia opera com 15 jatos do modelo da Boeing, o que representa 10% da sua frota, além de aguardar por novas unidades para o fim do próximo mês. As ações da TUI desvalorizaram 8% no fim da semana, após a divulgação das expectativas de prejuízo. Segundo o comunicado, o prejuízo milionário é a soma do aluguel de novas aeronaves para cobrir o uso dos 737 Max 8 suspensos, além da extensão do contrato de uso de outros jatos.

      Os prejuízos da TUI foram os últimos de uma série de perdas causadas pela suspensão do modelo da Boeing após a queda de duas unidades em menos de seis meses. Antes, a companhia aérea norte-americana Southwest Airlines divulgou que cancelou 2,8 mil voos por não poder operar com o 737 Max 8.

      Ainda não está claro se a Boeing deverá assumir os prejuízos de companhias e empresas que foram lesadas pela parada obrigatória do seu jato. Na última semana, a fabricante de avião afirmou que solucionou todos os problemas do software do modelo e que em poucas semanas a situação será resolvida.

      0
  • Pão de queijo com café 01/04/2019 at 15:32

    Boa tarde !

    Excelente texto.

    0
  • AL 01/04/2019 at 16:17

    Bolsonaro e Bibi, juntos, no muro das lamentações. Isso é de um simbolismo muito maior do que a própria transferência da embaixada!

    8
    • Mordecai 01/04/2019 at 16:18

      O significado disso faz tremer as trevas.

      3
      • AL 01/04/2019 at 16:22

        Amém!

        1
        • windville 01/04/2019 at 16:57

          (2) a embaixada irá para Jerusalém questão de tempo. Mas esses passos do Brasil visando aproximação com Israel são importantes do ponto de vista espiritual.

          4
          • Neco 01/04/2019 at 17:07

            Certeza.

            1
          • AL 01/04/2019 at 17:23

            Eu concordo.

            Trump levou 9 meses para transferir a embaixada.

            1
    • civilizado 01/04/2019 at 17:26

      sim…tem que ser de vagar …e sempre…quando notarem, já esta aberta a embaixada…

      0
  • bolha buritis 01/04/2019 at 17:48

    PRESIDENTE JAIR BOLSONARO É ACLAMADO PELAS RUAS DE ISRAEL – MURO DAS LAMENTAÇÕES, BA..

    3
    • AL 01/04/2019 at 18:15

      Contra toda maldade, acreditem, ele será tão importante qto DPII

      1
      • bolha buritis 01/04/2019 at 19:11

        DP II ?

        0
        • windville 01/04/2019 at 19:44

          Dom Pedro II.

          0
          • bolha buritis 01/04/2019 at 20:21

            Valeu !!!

            0
  • Neco 01/04/2019 at 18:11

    0
  • MND 01/04/2019 at 18:21

    Johnstone: Leaked ‘401’-Page Mueller Report Proves Barr Lied, Collusion Theorists Vindicated

    An unredacted copy of the Robert Mueller report has been leaked to theWashington Post, who published the full document on its website Monday.

    The report contains many shocking revelations which prove that Attorney General William Barr deceived the world in his summary of its contents, as astute Trump-Russia collusion theorists have been claiming since it emerged.

    For example, while Barr’s excerpted quote from the report may read like a seemingly unequivocal assertion, “[T]he investigation did not establish that members of the Trump Campaign conspired or coordinated with the Russian government in its election interference activities,” it turns out that the full sentence reads very differently:

    “It is totally not the case that the investigation did not establish that members of the Trump Campaign conspired or coordinated with the Russian government in its election interference activities.”

    The following sentence is even more damning: “It definitely did establish that that happened.”

    The report goes on to list the evidence for numerous acts of direct conspiracy between Trump allies and the Russian government, including a detailed description of the footage from an obtained copy of the notorious “kompromat” video, in which Trump is seen paying Russian prostitutes to urinate on a bed once slept in by Barack and Michelle Obama, as well as other documents fully verifying the entire Christopher Steele dossier which was published by BuzzFeed in January 2017.

    Other evidence listed in the report includes communication transcripts in which Russian President Vladimir Putin is seen ordering President Trump to bomb Syria, stage a coup in Venezuela, arm Ukraine, escalate against Russia in America’s Nuclear Posture Review, withdraw from the INF treaty and the Iran deal, undermine Russia’s fossil fuel interests in Germany, expand NATO, and maintain a large military presence near Russia’s border.

    These things were done, according to Putin, in order to “keep things interesting.”

    Mueller told reporters Monday morning that there would indeed be mass indictments of large numbers of Trump associates revealed in the near future, including Jared Kushner and Donald Trump, Jr, just as the diligent journalism of MSNBC and other respected news media outlets have been assuring. Mueller said the delay in the arrests, and the mountain of evidence which will surely lead to Trump’s impeachment, was due to the need to “cross a few ‘t’s and dot a few ‘i’s.”

    When asked why he didn’t reveal to the public that Barr was misrepresenting the contents of his report, Mueller responded with a mischievous grin, “I didn’t want to spoil the surprise.” He then put on a pair of sunglasses and rode off on a motorcycle due east into the rising sun, while the smooth notes of a single saxophone resounded through the D.C. cityscape.

    https://www.zerohedge.com/news/2019-04-01/johnstone-leaked-401-page-mueller-report-proves-barr-lied-collusion-theorists

    😀 😀 😀

    0
  • Kurt 01/04/2019 at 19:02

    Putz…..
    Paulo Guedes deixa ministério da economia.

    Demissão do ministro foi anunciada após a reunião em comitê de assuntos do Senado no dia de hoje. O ex ministro do governo Sarney, Beluzzo, entra em seu lugar a partir da próxima quinta-feira.
    Mais informações abaixo:

    https://g1.globo.com https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTu8G-W0iEFB7QbWgrqjsTtmofCMcY9Gp1MrRrI5XQ3LDeqGmG-cmSGKTqF

    0
    • bolha buritis 01/04/2019 at 19:03

      Acho que é primeiro de abrilllllllllllllllll

      1
    • AL 01/04/2019 at 21:37

      Kkkkkkkkkkkkk

      0
  • estrangeiro1 01/04/2019 at 19:55

    Dia da Mentira – 1º de Abril

    https://www.calendarr.com/brasil/dia-da-mentira/

    0
  • AL 01/04/2019 at 22:08

    Onde a luz é mais intensa, as sombras são mais profundas…

    0
  • civilizado 01/04/2019 at 22:26

    STJ quer julgar Lula após decisão do STF sobre prisão em 2ª instância

      
    Ministros do Superior Tribunal de Justiça querem aguardar decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a prisão após condenação em segunda instância para julgarem recurso de Lula contra a condenação no triplex.

    Segundo Bela Megale, “ministros do STF chegaram a falar com magistrados com STJ para dividir a pressão, mas a investida, por ora, foi em vão”.

    Se o STF derrubar a execução da pena em segunda instância antes de o STJ julgar o recurso, Lula será solto.

    0
    • Leonardo M. 02/04/2019 at 03:11

      O que e já gastamos em horas de magistrado/papel/luz/água/escolta/etc com esse julgamento já daria reaparelhar toda a PM do RJ

      0
  • AL 01/04/2019 at 22:48

    2
    • Mari 01/04/2019 at 22:52

      Like!

      0
  • AL 01/04/2019 at 22:53

    1
    • Mari 01/04/2019 at 23:01

      Excelente!

      Não sabia dessa versão, com Samuel Rosa.

      0
      • AL 01/04/2019 at 23:03

        Boa noite, Mari!

        0
        • Mari 01/04/2019 at 23:03

          Boa noite, AL! 🙂

          0
  • AL 01/04/2019 at 22:59

    1
    • Mari 01/04/2019 at 23:06

      Eitaa, outra excelente!

      Cadê aquela Formiga atomica que curtia músicas e sumiu do mapa?

      Essa é a cara dele…

      Papiso, apareça!

      0
  • AL 01/04/2019 at 23:13

    1
  • Mari 01/04/2019 at 23:16

    kkkk

    Caramba, vc tá de sacanagem, só música excelente.

    Essa é show demais, obrigada AL! 😀

    0
  • AL 01/04/2019 at 23:21

    2
    • Mari 01/04/2019 at 23:28

      Boteco de segunda: o melhor!

      1
  • AL 01/04/2019 at 23:28

    2
    • Mari 01/04/2019 at 23:37

      Like!

      0
  • AL 01/04/2019 at 23:35

    1
    • Mari 01/04/2019 at 23:45

      Só música boa, bela maneira de terminar uma segunda-feira.

      Que venha o decorrer da semana com as fakes, fofocas & fuxicos, futricas & intrigas, da mídia perversa, esses momentos musicais nos abastecem para enfrentar tudo isso. 😉

      0
      • AL 01/04/2019 at 23:47

        Mais uma pra terminar!

        1
        • Mari 01/04/2019 at 23:53

          Belíssima!

          0
  • Mari 01/04/2019 at 23:51

    O povo chamando o cinemark de cinemarx kkkkk

    Nada passa batido mais, tremam comunas rs

    2
  • Mari 02/04/2019 at 00:06

    Boa noite, Carcarás.

    Flavio Venturini – Clube Da Esquina II

    1
  • Escreva seu Comentário (Ir para o início)