Sobre o “Deus vult”

 

 

Olá, amigos !

Bom dia, bom sábado !

Hoje vou reproduzir aqui um ótimo texto publicado no portal Senso Incomum pelo Flavio Morgenstern.

Acho que todos conhecem o Flavio. Mas, na dúvida, http://sensoincomum.org/author/fmorgen/.

Desta vez o Flavio escreveu sobre a expressão “Deus vult” e as “polêmicas” fabricadas em torno da mesma.

A publicação original está aqui: http://sensoincomum.org/2019/03/28/reclamar-deus-vult-ignorante-califado/.

No mais, um abraço para o Doc !!!


Reclamar de “Deus vult” é confessar ser ignorante ou pró-califado (ou ambos)

Desde que virou uma nova divisa dos que querem salvar o Ocidente, reclama-se do lema “Deus vult”, tratando as Cruzadas como algo negativo. Só somos livres hoje graças a elas

Dada a fraqueza e terrível ideologia anti-colonialista de Barack Obama e Hillary Clinton (sua Secretária de Estado) quanto ao Oriente Médio, que deixou a região que era controlada de longe pela América em um morticínio sem fim com Estado Islâmico, Irmandade Muçulmana, al-Aqsa e afins tacando o terror, muitos apoiadores de Donald Trump usaram o lema da primeira Cruzada, Deus vult (“Deus [assim] quer”), como mote de uma nova defesa do cristianismo e do Ocidente.

Todavia, temos os inteligentões. A turma que acha que consegue passar uma grande impressão simplesmente repetindo alesmaiadamente palavras de forte teor emocional (como “Cruzadas” ou “nazismo”) sem fazer idéia do que estão falando. Causa uma impressão entre os pares mongolóides, ainda dá tempo de criticar o Deus vult como algo repugnante. O difícil é estudar e saber do que se está falando.

É natural que pessoas que “estudaram História” pelos esquematismos reducionistas que são ensinados nas escolas, mormente no Brasil (luta de classes, colonialismo, imperialismo etc), ouvem uma palavra como “Cruzada” e já atiçam os ouvidos em sinal de perigo, achando que estão falando de autoritarismo, censura, morte, fanatismo religioso, teocracia, violência, matança de infiéis, irracionalismo, talvez até racismo, homofobia, machismo e algum outro -ismo moderninho, comprovando por que é tão importante afastar doutrinação e reducionismos esquemáticos e aprender história de verdade, longe da dicotomia dos bobões.

O mais tragicamente engraçado é ver pessoas cheias de fotos de biquini no álbum “Verão!!!! ☀️ 😎” do Facebook, ou defendendo amigos gays, ou ainda atéias, ou defensoras do Estado laico, ou a turma manjada que fala “democracia” a cada duas frases, assustadas com a palavra “Cruzadas”, achando o lema Deus vult algo parecido com Sieg heil!, sem fazer a mais puta idéia de que sem as Cruzadas, não poderiam defender nada do que defendem (ou qualquer uma dessas coisas acontece em sociedades islâmicas?).

As Cruzadas não foram “imperialismo”, convenção forçada, confisco de terras. Os árabes começaram uma conquista na região por praticamente quatro séculos. Havia um problema geopolítico grave: apesar de regiões como Alexandria, Constantinopla, Antioquia (onde Paulo fez seu primeiro sermão, e primeiro se falou em “cristãos”) e Jerusalém (por óbvio) serem de extrema importância para o cristianismo, a região vivia um racha entre igrejas (Ortodoxa, Ortodoxa Copta, Ortodoxa Síria, Apostólica Armênia, Patriarcado Ecumênico de Constantinopla etc), que acabou nunca permitindo uma unidade de ação e um crescimento unificado.

Na virada do primeiro milênio da era cristã, a situação econômica, política e mesmo cultural do Império Romano do Oriente, também chamado de Bizantino, tendo Constantinopla como capital, era periclitante. Até hoje um dos maiores entrepostos comerciais do mundo, o milenarismo e, ehrr, até a situação do Império indicava que ele se esfacelaria em pouco tempo. A unidade política e religiosa era perdida ano a ano.

A situação se agravava terrivelmente pelas invasões de árabes e persas, que já haviam montado um califado (que posteriormente seria o Império Otomano, só desfeito na Primeira Guerra Mundial, e ainda posteriormente recriado como o Estado Islâmico) e praticavam a hégira, ou seja, a imigração em massa de terras não-muçulmanas (dar al-Harb) para se tornarem terras muçulmanas (dar al-Islam), conforme é o método de conquista muçulmano desde os primórdios (a hégira marca o início do calendário islâmico). O outrora vastíssimo Império Bizantino, que já dominara Itália, África setentrional, Oriente Médio e Arábia, estava resumido à Grécia, e sua morte nas mãos de seljúcidas parecia iminente, confirmando profecias milenaristas.

Se alguém acha que o Estado Islâmico é “medieval”, precisa lembrar a que período esse tal “islamismo medieval” se refere, e quem o combateu na época. Na verdade, ele é apenas islâmico, e faz o que o islamismo sempre fez ao conquistar um território e torná-lo dar al-Islam: impõe a shari’ah, subjuga mulheres, oferece conversão forçada, impostos escorchantes ou pena de morte a infiéis, decapita pagãos, atira sodomitas de montanhas, apedreja mulheres adúlteras, chicoteia quem falta com os ritos religiosos etc etc etc. Nem mesmo uma mulher sentar na mesma mesa de um homem, mostrar o cabelo ou usar adereços na mão esquerda, como relógios, é permitido. Tal situação perdurou por 4 séculos. Como se chama o movimento de resposta cristã, para alguma normalidade de terras outrora cristãs?

Apesar de considerar o papado uma instituição cismática, o Imperador Oriental Aleixo I Comneno engoliu o orgulho e suplicou ajuda de seus primos europeus, pedindo ajuda para não morrerem pela fé através de embaixadores ao papa Urbano II no Concílio de Piacenza de 1095. As Cruzadas não foram um ímpeto imperialista: foram uma reposta do Ocidente atendendo o pedido de socorro de um imperador em apuros.

O lema Deus vult, Deus [assim] quer, usado sobretudo pelos Primeiros Cruzados, tem duplo sentido. Em primeiro lugar, a referência a 1 Timóteo 2:3-4 (“Deus quer que todos os homens se salvem”) mostrava uma materialização da vontade de Deus na Terra (tão repetida em cada Pai Nosso), e que, apesar da violência da guerra, há um propósito até para o sacrifício feito pelos soldados de Deus que transcende sua mera existência individual.

Há também uma referência mais teológica. Pela religião cristã, Deus é o Verbo, o logos grego. Deus tem razão, mesmo quando os homens não conseguem perscrutá-la. Já Alá é pura vontade. O que Alá quer, assim o será. Pode parecer uma mera discussão bizantina (!), mas há uma diferença gritante.

Um Deus que é logos, razão, age não apenas com bondade, mas com a bondade discernível pela razão (o que tanto aproxima os filósofos gregos do cristianismo). Se Deus é bom, ele só agirá com bondade, nunca fazendo o mal. Já no islam, Alá está acima dos conceitos de bem e mal, pois sua vontade é que é soberana: Alá pode fazer o mal, pois pode fazer tudo, inclusive o mal.

Os muçulmanos chamam essa visão de um Deus que “só pode” fazer o bem como tendo a mão cerrada. E o Corão responde: “Os judeus dizem que a mão de Alá está cerrada. Cerrada é a mão deles, e foi amaldiçoada pelo que disseram! Qual! A mão de Alá está bem aberta: Ele gasta como Lhe apraz” (Corão 5:64).

Quando se diz Deus vult, seguindo os ensinamentos sobre vontade de São Tomás de Aquino, refutando o filósofo muçulmano Averróis (“De unitate intellectus, contra Averroistas”, que advoga uma unidade entre o Bem e a vontade do Criador), o que se está expressando, além da vontade de Deus de retomar tais terras e permitir liberdade, é um Deus que tem vontade e atua no mundo (daí a oração), mas cuja vontade se confunde com o bem. A possibilidade do relativismo teológico islâmico explica por que nossos digníssimos palpiteiros de questões absurdamente maiores do que suas inteligências acabam sempre errando quando falam de temas de adultos, seja um atentado terrorista, sejam as Cruzadas.

Mesmo para um ateu, é fácil perceber que apenas com as Cruzadas, que permitiram que a expansão muçulmana pela espada e dominação numérica se refreasse, após quatro séculos, é que podemos ter algo como a noção moderna de “Estado laico”, ou ciência moderna, dependem justamente da mentalidade cristã, de um mundo inteligível (e não que tem causalidade por pura vontade), ou mesmo de liberdade religiosa. Basta pensar se o Renascimento foi possível numa sociedade católica com suas imagens sacras, ou se foi possível no Estado Islâmico.

Reclamar de um lema como Deus vult é apenas confessar o que todos sabem: que você não entende porcaria nenhuma do que vai acima. É ridiculamente risível tentar imaginar José Fucs, Ricardo Noblat, Paulo Pachá, a turma do Diário do C. do Mundo, Marlos Apyus e quejandos tentando entender tais questões, que determinaram no passado se eles podem conversar com um amigo judeu ou se podem escolher a própria religião, se podem comprar uma calça jeans de presente para a namorada ou se poderão ler algo no Kindle (mais livros foram traduzidos para o espanhol no último ano do que para o árabe nos últimos mil anos). Mas todos se sentem bem inteligentes com a impressão que dá falar em Cruzadas, enchendo a boca no vocábulo e escandindo bem as sílabas.

Se bem que pra essa galera não importa. A única coisa que lêem mesmo é artigo que sai no Estadão, nunca livros complexos, além das notícias da semana. Tal como nunca poderíamos nos ofender se nos comparassem aos soldados americanos que combateram o nazismo, tal como sempre devemos agradecer pelos gregos ganharem as Guerras Médicas, sem a qual não teríamos filosofia até hoje, só podemos ter um pensamento em relação às Cruzadas, ignorando tudo o que aprendemos na escola: Deus vult!

 

 

14
  • Jucira 20/04/2019 at 09:21

    Bom diiiia!!! Ótimo texto, dado as invasões mulçumanas em toda a Europa, não demora precisaremos fazer cruzadas de novo.

    7
    • AL 20/04/2019 at 11:22

      Bom dia!

      Como venho falando, acredito que a WWIII será a próxima cruzada

      1
  • Tecelão 20/04/2019 at 11:22

    Masqueporraéessa?

    2
  • bolha buritis 20/04/2019 at 11:51

    Bom dia !!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Excelente texto. A próxima cruzada se aproxima !!!!!!!!!!!

    Que Deus nos abençoe.

    0
  • bolha buritis 20/04/2019 at 12:02

    Homenagem aos valorosos bombeiros !!!

    Bombeiros RJ: Heróis do Muzema. Gratidão por Brumadinho. Atuação: desabamento e rompimento barragem

    1
  • bolha buritis 20/04/2019 at 12:06

    Alguém Precisa Conversar Com Dias Toffoli

    0
  • Mineirausfall 20/04/2019 at 12:32

    Enquanto isso, no Francistão.

    https://tinyurl.com/y5pcdw9h

    Despertar tardio.

    1
    • Lost in Miami 20/04/2019 at 12:43

      Eu não entendi até agora o que esses protestos querem na França.

      0
      • bolha buritis 20/04/2019 at 12:44

        Act XXIII: Yellow Vests demonstrate in Paris following end of nationwide debate

        0
      • Mineirausfall 20/04/2019 at 12:46

        “Fora Macron”.

        1
      • Grandecupincha 20/04/2019 at 13:03

        Meu chute: é um protesto da direita francesa, mas a janela lá tá tão deslocada que a direita francesa é uma mescla entre PT e PSDB

        2
  • Mineirausfall 20/04/2019 at 12:47

    AU também na mira dos cabeças-de-pano. :´(

    PORK://youtu.be/8OK33N_xZ7w

    There’s nowhere to hide.

    1
  • Mineirausfall 20/04/2019 at 12:50

    OFF

    SpaceX lançando foguete da Arábia Saudita.

    BACON://youtu.be/DPfHHls50-w

    0
    • bolha buritis 20/04/2019 at 12:54

      8 minutos…

      0
      • bolha buritis 20/04/2019 at 13:01

        2 minutos…

        0
        • bolha buritis 20/04/2019 at 13:05

          Passou o domo do civilizado, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          3
  • Neco 20/04/2019 at 13:37

    Boa tarde

    Ótimo tópico, ótima explicação, acho que nem desenhando ficava tão bom.

    Mas essa noticia alegrou meu dia:

    3
    • bolha buritis 20/04/2019 at 14:21

      TÓPICO !!!!!!!!!!!!!!!!

      0
  • Jesus Freak 20/04/2019 at 13:43

    Olá pessoal. Desde o caso bebianno parei de assistir pingo no Is , ler o antagonista, acompanho as notícias só aqui pelo blog, renovamidia e conexão política e no YouTube só assisto comunicação e política do Fernando e também SGP do Ricardo Costa, nem Nando Moura assisto mais. Pense como minha saúde mental melhorou, acredito realmente que a velha mídia e alguns canais do YouTube fazem de tudo para nos deixar tensos e viciados em acompanhar as novidades através dos seus canais.
    Acredito que o AL poderia fazer toda semana um divagando rapidinho, só para mandar os pessimistas de plantão ir para aquele lugar rsrs. No meu dia a dia que sou professor e vivo arrudiado de esquerdistas, vejo o pessimismo deles, estão caladinhos, só se animam a conversar sobre política, quando alguém traz uma fakenews sobre o governo Bolsonaro. Claro que não devemos baixar a guarda, mas precisamos festejar a esperança que paira no ar para os próximos anos. Na minha visão, fiz um resumo e previsões do que assisti e li nos últimos dias nesses canais que mencionei acima.
    – Os militares podem não ser os seres mais inteligentes que existem, mas com certeza não são nada burros, antes de começar a guerra cultural e a caça aos esquerdistas, querem votar as medidas necessárias e preparar o terreno da economia, para que a instalibidade política que essas ações vão causar, não afetem tanto o povão que podem jogar a culpa nos militares novamente.
    – Os militares estão blindando Bolsonaro, colocaram um excelente porta voz, enquanto isso, Mourão (responsável de atrair a atenção para si, protegendo Bolsonaro) e Santos Cruz ficaram com o trabalho sujo de conversar com os esquerdistas e movimentos sociais acalmando e mantendo o diálogo.
    – A reforma da previdência vai passar, pois a própria esquerda sonha em voltar para o poder e sabem que sem a reforma o país quebra, estão aproveitando para fazer o teatro de sempre e levantar a moral da militância, tentando unir sindicatos, professores, jovens e trabalhadores numa só causa.
    – O maior inimigo para os próximos anos será Ciro Gomes, que silenciosamente está fazendo alianças e aguardando os políticos e empresários, que se sentirem rejeitados pelo governo Bolsonaro, para atrair eles para seu plano de poder apoiado pelo partido comunista chinês.
    – Professor Olavo tem razão, ajuda muito nosso país e está lutando pela valorização da alta cultura em nossa nação, mas ele ingenuamente apoia ou indica cada gente interesseira ( Joyce, Zambelli, etc…)
    – Devemos orar por nossos cavaleiros da luz: Bolsonaro, Moro e todos aqueles que estão no governo e que realmente querem o bem do Brasil, pois são humanos e dentro de si possuem um lado negro da força (orgulho e vaidade) que podem ser pedra de tropeço no futuro.
    Se alguém tiver algo a acrescentar ou quiser me corrigir em alguma informação errada que postei, sinta-se a vontade. Deus Vult!!!!

    17
    • Derick 20/04/2019 at 14:34

      Penso igual, mas sou mais otimista. Creio que o Bolsonaro irá atropelar quem quer que seja nas próximas eleições. O negócio não é a falta de inteligência dos militares, não acredito nisso. Acredito que a sinergia entre eles é o Moro fará com que estejam sempre a dois passos à frente. O trabalho maior deve ser junto à população, não só o governo melhorando a situação dos menos favorecidos, como também combatendo em redes sociais qualquer ação dos vagabundos esquerdistas. Devemos fazer nossa parte e oprimir aquele amigo esquerdista, se não querem discutir que sejam isolados do círculo de amizade. Esquerdista é inimigo.

      5
    • bolha buritis 20/04/2019 at 14:34

      Já que você pediu opinião, achei seu texto quase perfeito. Somente fico com pé atrás com o Olavo de Carvalho. Sinceramente não acredito nele, pois “era” comunista na juventude.

      Acho que o AL poderia usar esse texto como tópico, se você permitir.

      2
      • lord hope 20/04/2019 at 15:47

        não sou defensor do olavo, acho que falou muita coisa boa durante um tempo, mas tem deixado a desejar tentando ser o dentro das atenções. Mas quanto a ter sido comunista, muita gente foi comunista na juventude, isso não é demérito, demérito e sê-lo por toda uma vida.

        3
        • lord hope 20/04/2019 at 16:34

          *centro

          1
    • Neco 20/04/2019 at 15:23

      Eu estou mais otimista, do que a dois anos atras. Porem mesmo assim muito preocupado.
      O país continua inviável. Hoje descobri que praticamente não vem mais cerâmica (pisos) das fabricas do sul e de SP para o nordeste, pois o frete inviabilizou, e as cerâmicas daqui não conseguem atender, resultado, falta produto e o preço sobe.
      Conversando com um dono de depósito de material de construção, que também é produtor rural, além deste negocio dos fretes, ele me falou que o sítio ficou só para lazer e descanso, todas as atividades pararam, pois estão inviáveis se tiver que colocar funcionário e usar irrigação. Ainda que tenha água, o custo da energia come o lucro.

      Se não encontrar uma forma de emparedar os governadores e estipular um teto para o imposto dos combustíveis, tipo 10% ao todo, o país não vai sair logo desta situação, e a coisa vai desandar.
      Aqui no interior, antigamente todos tinham fogão a lenha, e a lenha estava ficando escassa. A partir do ano de 2000 todos adotaram fogão a gás, a maioria não tem mais fogão a lenha. Mas hoje estão voltando a fazer os fogões a lenha novamente. Então vejam esse absurdo do preço do gás força a população a cortar arvores e fazer lenha.

      Então o corte nos impostos dos combustíveis não pode demorar muito.

      2
    • Grandecupincha 20/04/2019 at 15:45

      Parabéns Jesus, ótima análise. Também acho que daria tópico.

      Amanhã você volta, né?

      😉

      1
  • lord hope 20/04/2019 at 15:58

    hoje fui chamado por um amigo para participar de uma reunião na casa de um importante cidadão da região. Assunto: opções de ação em caso da iminência de um sobressalto na fronteira com espanha.
    Estava presente de forma reservada um alto oficial do batalhão do exército da área (que deixou claro o desprezo pelo atual governo portugues) que colocou como uma possível medida a declaração unilateral de autonomia da região, dado que o governo central está simplesmente fingindo não ver que há risco na fronteira norte e leste do país. Preocupante para nós, pois os galegos estão a pensar se seremos parte da solução ou parte do problema.
    De minha parte atalhei que era importantíssimo manter a região transmontana una com a galicia, pesadelo tático para tropas invasoras desde a época dos visigodos e romanos.

    3
    • bolha buritis 20/04/2019 at 16:06

      Fale mais. Problemas entre Portugal e Espanha ?

      0
      • Neco 20/04/2019 at 16:18

        Aonde na UE não tem problemas?

        Talvez na Polônia e Hungria e alguns lugares assim, o resto, os problemas vão se agravar, penso que não dura mais um ano.

        0
      • lord hope 20/04/2019 at 16:29

        possível confronto da região da catalunha, além da iminente falência do estado francês.
        A cidade em que vivo tem uma história anterior ao do império romano, antes mesmo de portugal mesmo sequer ser nada além de uma idéia distante, e há nela e em outras cidades milenares europeias, conselhos independentes , que tentam prever situações de risco iminente. como esses.
        não estão ilesos por tanto tempo gratuitamente.

        1
        • lord hope 20/04/2019 at 16:31

          o anfitrião dessa reunião vem de uma familia que tem terras na região desde o periodo feudal. Ele mesmo tem uma industria de extração e beneficiamento de mármore transmontano, e é voz ouvida até nos contrafortes dos alpes.
          A europa está sob ataque e em perigo sim, mas não se enganem, não está indefesa.

          1
          • bolha buritis 20/04/2019 at 16:33

            Interessante isso.

            1
          • lord hope 20/04/2019 at 16:55

            em relação à portugal, o governo central, altamente socialista, coloca como prioridade na defesa a região do litoral e lisboa, o que é uma grande imbecilidade, visto que a costa atlantica é protegida pela NATO de forma ostensiva. Um cruzador inglês está às portas de lisboa em questão de minutos. Agora, a região que pode realmente ser perigosa é toda a região que vai da galicia, passando por castela e leão e chegando à estremadura.
            O ideal alí para manter toda a peninsula segura seria avançar ao máximo os postos, levando à fronteira para o máximo à norte e leste.

            0
            • BananenseNãoPraticante 20/04/2019 at 19:19

              Dom Henrique de Borgonha, depois de chutar a bunda dos cabeças de pano, recebeu a mão da princesa filha do rei de Castela e Leão e recebeu também o Condado Portucalense.

              Já o primo de Dom Henrique, Raimundo, que o acompanhou na viagem desde a França, recebeu a mão da outra filha do rei e a região da Galícia.

              Dom Henrique e Raimundo tinham um pacto sucessório entre eles para quando o sogro morresse, esse pacto acabou não dando muito certo e Dom Henrique chegou a proclamar a independência do Condado Portucalense, porém faleceu algum tempo depois.

              A sua viúva, Dona Teresa, o substituiu, porém tinha fortes relações com os galegos, o que não agradou os portugueses que temiam serem anexados à Galícia (portanto essa desconfiança tem mais de mil anos) então apoiaram o filho de Dom Henrique, Afonso Henriques, a lutar contra a própria mãe e vencê-la.

              Após ter uma visão de Jesus Cristo e vencer cinco reis mouros no campo de batalha, Afonso Henriques se proclamou o primeiro rei de Portugal.

              Depois disso o rei reuniu as tropas e invadiu a Galícia.

              Motivos não faltam, desde antes da criação de Portugal, para a desconfiança.

              5
        • Kurt 20/04/2019 at 18:28

          Bom saber.

          0
  • bolha buritis 20/04/2019 at 17:26

    OUTRA IGREJA! AGORA NA BAHIA!

    Isso não é normal, pelo menos ninguém morreu.

    0
  • sem cadastro 20/04/2019 at 18:21

    Jesus Freak
    Olá pessoal. Desde o caso bebianno parei de assistir pingo no Is , ler o antagonista, acompanho as notícias só aqui pelo blog, renovamidia e conexão política e no YouTube só assisto comunicação e política do Fernando e também SGP do Ricardo Costa, nem Nando Moura assisto mais. Pense como minha saúde mental melhorou, acredito realmente que a velha mídia e alguns canais do YouTube fazem de tudo para nos deixar tensos e viciados em acompanhar as novidades através dos seus canais.
    Acredito que o AL poderia fazer toda semana um divagando rapidinho, só para mandar os pessimistas de plantão ir para aquele lugar rsrs. No meu dia a dia que sou professor e vivo arrudiado de esquerdistas, vejo o pessimismo deles, estão caladinhos, só se animam a conversar sobre política, quando alguém traz uma fakenews sobre o governo Bolsonaro. Claro que não devemos baixar a guarda, mas precisamos festejar a esperança que paira no ar para os próximos anos. Na minha visão, fiz um resumo e previsões do que assisti e li nos últimos dias nesses canais que mencionei acima.
    – Os militares podem não ser os seres mais inteligentes que existem, mas com certeza não são nada burros, antes de começar a guerra cultural e a caça aos esquerdistas, querem votar as medidas necessárias e preparar o terreno da economia, para que a instalibidade política que essas ações vão causar, não afetem tanto o povão que podem jogar a culpa nos militares novamente.
    – Os militares estão blindando Bolsonaro, colocaram um excelente porta voz, enquanto isso, Mourão (responsável de atrair a atenção para si, protegendo Bolsonaro) e Santos Cruz ficaram com o trabalho sujo de conversar com os esquerdistas e movimentos sociais acalmando e mantendo o diálogo.
    – A reforma da previdência vai passar, pois a própria esquerda sonha em voltar para o poder e sabem que sem a reforma o país quebra, estão aproveitando para fazer o teatro de sempre e levantar a moral da militância, tentando unir sindicatos, professores, jovens e trabalhadores numa só causa.
    – O maior inimigo para os próximos anos será Ciro Gomes, que silenciosamente está fazendo alianças e aguardando os políticos e empresários, que se sentirem rejeitados pelo governo Bolsonaro, para atrair eles para seu plano de poder apoiado pelo partido comunista chinês.
    – Professor Olavo tem razão, ajuda muito nosso país e está lutando pela valorização da alta cultura em nossa nação, mas ele ingenuamente apoia ou indica cada gente interesseira ( Joyce, Zambelli, etc…)
    – Devemos orar por nossos cavaleiros da luz: Bolsonaro, Moro e todos aqueles que estão no governo e que realmente querem o bem do Brasil, pois são humanos e dentro de si possuem um lado negro da força (orgulho e vaidade) que podem ser pedra de tropeço no futuro.
    Se alguém tiver algo a acrescentar ou quiser me corrigir em alguma informação errada que postei, sinta-se a vontade. Deus Vult!!!!

    9

    Eu também parei de ouvir o programa “pingos nos is” há mais de dois meses. Jornalista JP idem. Vou trabalhar ouvindo Jazz/Blues ou algum podcast. De preferência em inglês, para afiar audição.

    Ainda considero muito o Felipe e Augusto, mas realmente o episódio do Bebiano foi revelador.

    No mais, em termos de mídia, só uma ou outra coluna e leitura aqui do blog mesmo, onde as postagens e análises dos confrades são precisas e assertivas.

    Cancelei assinatura de alguns canais do YTB. Outros como esse “dando” Moura não era inscrito e nem vejo.

    Quanto ao governo, estou sim otimista e penso que está fazendo o possível, precisa bater um pouco mais em um ou outro esquerdalha fanfarrão. Tal como se viu dia desses o deputado Marcel Van Hatten na CCJ. Mas isso o mito não precisa sujar suas mãos, deixa que os soldados o façam.

    Suas lives tem sido ótimo instrumento de esclarecimento e maior aproximação. O povo gosta disso. De se identificar com seu Presidente, sem filtros e sem excesso de formalidade, imposta pela tal liturgia do cargo, tão defendida por esquerdistas e liberalecos de facebook.

    No mais, que a esquerda arda: enquanto os cães ladram, as caravanas passam.

    Impressionante este “brogue”. Vida longa ao Caracarás !

    5
    • 8º Passageiro 20/04/2019 at 18:33

      Noite aos Confrades!

      Todo mundo que ganha$$$ para dar informa$$$ões, cedo ou tarde terá de obedecer ao seu patrão, que é quem financia o “jornalista”, ou seja, o “jornalista” obedece quem põe o pão em sua mesa.

      Como hoje em dia existe muito pouco capitalista conservador de verdade com $$$$ pra bancar mídia, o que vemos mesmo é mídia de esquerda assumida e outra que se diz isenta, mas é bancada por patrão e $$$ comunista, ou seja, mais hora menos hora terá que obedecer seu patrão.

      Assim, podemos concluir, hoje, no Brasil, ou você está assistindo mídia comunista assumida, ou mídia isentona bancada por comunista, ou mídia independente que luta para poder passar informação com qualidade e morrendo de fome.

      Mídia de direita bancada por capitalista com muito $$$$ ainda non équiziste nessas terras.

      17
      • civilizado 20/04/2019 at 19:14

        ahhhh ….isso é bem vdd…mas este circulo viciosos está cada vez mais fraco…mas ainda não foi destruido…

        1
  • Nonada 20/04/2019 at 19:04

    O ser humano é criativo pacas

    Confira o Tweet de @Douglas271971: https://twitter.com/Douglas271971/status/1119292612320681984?s=09

    1
    • civilizado 20/04/2019 at 19:15

      recebi no watt isso …o brasileiro que é criativo…só noto que tudo que é ruim aqui…vira piada..e nós mesmos rimos de nó mesmos!! mas é uma forma de reação…

      1
  • Mineirausfall 20/04/2019 at 19:36

    Caramba, uma tonelada?

    Acabou o combustível dos protestos vermelhos. E o que vai ter de esquerdinha com síndrome de abstinência…

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2019/04/20/interna_cidadesdf,750577/policia-federal-prende-quatro-pessoas-com-uma-tonelada-de-maconha.shtml

    0
  • From_The_Tower 20/04/2019 at 21:03

    Chora boy ! Bonoro dando um grau !

    5
  • AL 20/04/2019 at 21:25

    Quando vc pensa que já viu tudo no mercado imobiliário…

    2
    • Mari 21/04/2019 at 02:57

      kkkkkk

      0
  • Escreva seu Comentário (Ir para o início)